terça-feira, 22 de julho de 2008

"Doce Duro"

................."tentando entender as formigas................"
.
Sabes mesmo como matar um homem e da forma mais cruel
Engana-se até o demônio,
Ao te ver sorrir sem véu.
Primeiro se mostra viscoso
Pegajoso como mel
Mais que doce irresistível
Irretornável vôo ao céu.

Os sorrisos impagáveis
Um olhar atravessante
Vôo rasante além céu
Cor de anjo, pele clara
Quanto às lágrimas que derramam
príncipes estrangeiros que ao lar retornam salvos
E se deparam com sua flora
Novas flores que as estações fizeram
Em sua ausência oculta pelo desconhecimento até então.

Sabes mesmo como matar um homem
E da forma mais cruel.
Vais por pétalas o conquistando
Bem me quer - Mal me quer...
É primeiro por sorrisos
Seguidos por suspiros
Que só as lápides da morte já ouviram vir do céu
Sabes mesmo como matar um homem
E da forma mais cruel.
A corrente que prende meu coração é tamanha
Dá até pra atravessar o céu.
Por mais longe é libertina.

Mas está sempre presa a um ponto
Entre seu olhar afiado e o reflexo da sua imagem em meus olhos
Sabes mesmo como matar um homem e da forma mais cruel.
Enfeitiçando-o em seus braços ao ouvir cantar sua vida
Aos poucos definhando até que a noite sobe ao céu.

Eduardo Magalhães (Mossoró-RN, 17-07-2008)

Ouvindo:
Devil Wouldn't Recognize You - Madonna
"Você quase provou do próprio disfarce desta vez.
Que todos os santos sejam glorificados!
Você esconde sua tristeza por trás do seu sorriso,
e continua perdido em suas mágoas..."

7 comentários:

Mr. Ziggy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mr. Ziggy disse...

Engraçado que esse seu poema me fez lembrar das sereias e seus respectivos cantos. Segundo as lendas, elas são assim: de certa forma cruéis. Suas vozes atraem os homens e eles, absolutamente absortos pelas melodias hipnotizantes, mergulham em busca da fonte de tão belas vozes. E s'afogam. E se perdem, pra nunca mais voltar, tampouco viver. Lirismo doce e duro, também. Talvez bom de ouvir, o tal som. Mas quero viver... e também cantar. Só não quero canto de sereias pra ouvir. Nem sofrer.
Beijo!

Nobre Epígono disse...

Olá!

O doce é mesmo duro, Magalhães. Ele veio para adocicar nossas vidas e ao mesmo tempo "jogar" coisas nas nossas caras. Bendita M-Dolla! Uma tremenda boxiadora. Ela se supera sempre.

Então, procurando formigas entre as folhas, quando você poderia tê-las em mãos com um piscar de olhos? As formigas representam o trabalho e o esforço cooperativos. Algumas religiões usam as picadas delas para um "teste de resistência" numa iniciação. Quer ser picado, rapaz? Hehehe. Você já é forte o suficiente, creio eu!

- Cuidado, Eduardo! Tem uma ai no seu pescoço! ^^

Seu texto, que até o final eu achei que fosse obra de sua ídola Madge, ficou espetacular! Ao meu ver, um erostismo e uma rendição de corpo e alma.

Nas últimas linhas, a ligação com o demônio doce e duro, gritou.

Volte logo a postar, rapaz.

Abraço!
;]

Euu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Critical Watcher disse...

Olá, Eduardo. Eu também não acho que a perfeição e as regras literárias devem ser o objeto de alcance. Ao contrário do que muitos, penso como você. A partir do momento em que passamos a almejar o belo, a essência pode ser perdida e a beleza, então, disfarçada sob letras e versos conformes - o que não é muito poético. Você falou na maneira que nos conhecemos... Engraçado mesmo, né? Aconteceram muitas coisas do lado de cá, cujas razões ou explicações nunca serão percebidas ou entendidas por você. E creio que o mesmo aconteceu aí, no seu novo percurso. O ser apaixonado é deveras um ser complicado. Uma vez escrevi algo que resume o que penso sobre isso... "O poeta é um ser sofredor... Enquanto sofre, faz outros amarem loucamente e verem beleza num amor que ele nunca viveu." E quando vivemos, tudo rui? Espero que seu castelo de sonhos seja novamente construído, porque você é uma pessoa especial. Felicidades, sempre!

Person disse...

Acabei de chegar da faculdade e bateu uma vontade de te conhecer melhor, dai lembrei do blog; vou ser sincero, q por enquanto só li esse primeiro post, mas achei mto bom, não sabia de mais essa aptidão sua, vou voltar aqui pra ler o resto, pode ter certeza.

até amanhã
Pe

Séfora disse...

Atualiza isso, Dudu! hehehhehee
Xeroooooooo