terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Para não deixar de postar “meus rascunhos” a fim de que minha inspiração não fuja um dia.
(Este foi escrito há algum tempo atrás. Se não me engano por volta de maio do ano passado.)

Queria que o sol se fosse mais tarde
E não fosse dormir
Embora eu prefira a noite
Não me agrada dormir

Prefiro a luz intensa
Que me põe a correr
Todo dia que nasce
Luto até o fim
Vou buscando a glória
De tentar seduzir
Uma mais bela vida
Que me ponha a sorrir.


Quando achei sues olhos
Era o fim da procura
Nem tentei resistir
Ao olhar em seus olhos
Encontrei meu refúgio
Enxerguei novo mundo
E senti tanto orgulho
Ao ter você olhando pra mim

Foi mais alto desejo
Foi paixão reluzente
Eu vi você em mim

Até que um dia
Oh tão cedo este dia
Desviastes de mim
Todo o seu anseio
Todo o seu desejo
Não foi mais para mim

Foi o fim dos meus dias
Que tamanha agonia
Viver só para mim
Inaceitável idéia
Esta é para mim.

Não quero lhe prender
Nem sua vida deter
Só não lhe quero assim
Sem sua vida na minha
Ou a sua sem mim.

2 comentários:

Nobre Epígono disse...

Lindo rascunho. Hahaha... Esses amores passados, se é que foi inspirado num deles, são impossíveis de esquecer. Ainda mais quando nos voltamos para os papéis e tintas buscando demonstrar todo o nosso sentimento por esse alguém.

* [ sobre o comentário no meu blog ]...

Realmente eu sei que um emprego vale mais que um diploma. Lutei até o fim, dei o melhor de mim, mas infelizmente não aconteceu. Então, se é meu sonho ser aprovado nesse curso, lanço-me entre canhões e bombardeios para sair vitorioso.

Fantástico você ter terminado Jornal e fazer parte da AGECON. Ah, dessa eu já sabia que o pessoal de comunicação sempre têm acesso ao resultado antes.
=P

Abraço, Jornalista! ^^

Rachel Motta disse...

eu prefiro o dia quando estou de férias na praia. Eu prefiro a noite quando estou de folga no final de semana... eu prefiro os dois se for pra ficar só no bem bom. hahaha
bjs