terça-feira, 11 de agosto de 2009

É permitido sonhar.

Ainda atordoado.
Mas devo confessar sentimentos que me condensam no peito.

Medo.
Nem por isso hesitarei
Insegurança.
Não por isso deixarei de me entregar
Incertezas.
Nunca justificaram que deixemos de apostar
Dúvidas.
Nunca tive certeza sobre o futuro.

Intensidade nem sempre é fruto apenas do passar do tempo.
Se o for, logo pergunto?
Podem sorrisos serem mais hipérboles?

Conheces que sentimento é esse?
É por você que sinto.

5 comentários:

amália leonel disse...

medo, insegurança, incerteza, dúvida... tens razão: é isso que permite a gente sonhar!

(ainda saboreando teu presente: tempo)

vem se equilibrar conosco no slackline, a linha da vida, querido

bjs
cuide-se
;)

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

São sentimentos e sensações que nos seguem e aparecem em momentos em que nós menos pensamos que pudessem aparecer.

Ótimo texto!

Bons dias! o/

Menina Misteriosa disse...

Uau, que lindo!
Parabéns!
Gostei muito,
Beijos

Nobre Epígono disse...

É sempre permitido sonhar. Ser de um alguém que temos ou não.

Sonhos.
Suas declarações são sempre dignas.

Abraço.
:]

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

sauhsuah'

Seria uma situação meio confusa pra mim, assim com descrevi no post. E confesso que fiquei surpreso com sua resposta. foi o único que me disse que apoiaria o amigo! opSKAOPskop'

Forte Abraço e obrigado pela visita!